Embarcações com armas para o EI na Líbia são procuradas no Mediterrâneo

Paris, 17 jun (EFE).- Os serviços secretos europeus estão em busca de seis embarcações que saíram da Turquia em meados de maio com armamento destinado ao Estado Islâmico (EI) na Líbia, segundo revelou uma fonte das forças de segurança do Oriente Médio citada nesta sexta-feira pelo jornal francês "Le Figaro".

Trata-se de dois porta-contêineres, um com bandeira turca e outro liberiana, três cargueiros de Panamá, Bolívia e Tanzânia, e um sexto navio de transporte de mercadorias registrado nas Ilhas Comores, segundo o jornal francês, que afirmou que as suspeitas indicam que entre a carga das embarcações há armas de pequeno calibre como fuzis de assalto AK-47.

Agentes secretos ocidentais que operam na Turquia foram os que deram o alerta sobre a suposta presença de armas em navios que têm capacidade para transportar mais de 10 mil toneladas.

"Nossa missão consiste em localizá-los no mar e neutralizá-los antes que desembarquem no litoral da Líbia", afirmou a fonte do "Le Figaro", que acrescentou que se as embarcações forem encontradas, serão afundadas.

Atrás de sua pista estão Reino Unido, França, Itália e Grécia, convencidos de que eles estão navegando pelo Mediterrâneo.

É possível que outras embarcações tenham escapado dos controles. Quanto a quem está por trás deste tráfico, a fonte especulou sobre possíveis cumplicidades do governo turco e de alguns serviços especiais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos