Partido Trabalhista suspende todos atos de campanha até segunda-feira

Londres, 17 jun (EFE).- O Partido Trabalhista britânico suspendeu nesta sexta-feira, até a próxima segunda-feira, todos os atos nacionais de campanha do referento europeu de 23 de junho, após o assassinato ontem da deputada Jo Cox.

Segundo confirmou à Agência Efe um porta-voz do partido, o grupo opositor à saída da UE não seguirá com o programa previsto "em nível nacional", com exceção "de alguns eventos locais, que serão realizados no domingo", dos quais não foram dados detalhes.

O assassinato ontem da deputada trabalhista comoveu o Reino Unido, imerso no debate sobre a permanência ou saída da União Europeia (UE), que será decidida na próxima semana na citada consulta.

O líder do trabalhismo, Jeremy Corbyn, defendeu hoje junto com o primeiro-ministro, o conservador David Cameron, os valores democráticos em um ato na cidade inglesa de Birstall, como tributo à política assassinada.

Ambos políticos depositaram ramos de flores nesta população do norte da Inglaterra, na qual Cox perdeu a vida realizando seu trabalho como parlamentar.

Corbyn qualificou hoje o assassinato, pelo qual foi detido um homem de 52 anos, de "ataque à democracia" e informou que o parlamento renderá tributo à política trabalhista na próxima segunda-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos