Britânico de 77 anos é condenado à prisão no Camboja acusado de pedofilia

Bangcoc, 18 jun (EFE).- Um tribunal de Siem Reap, no oeste do Camboja, condenou um cidadão britânico de 77 anos a 18 meses de prisão após considerá-lo culpado de cometer abuso sexual contra dois meninos, de 13 e 15 anos respectivamente, informou neste sábado a imprensa local.

O condenado, Roy Sheppard, foi detido em outubro do ano passado, mas se encontra em liberdade, após pagar fiança alegando problemas de saúde. Essa sentença acontece quatro dias depois que o tribunal de Phnom Penh condenou o americano Brian David Naswell, de 53 anos, a dez anos de prisão, acusado de abusar sexualmente de vários menores com idades entre 6 e 15 anos.

O Camboja se transformou em um dos destinos internacionais favoritos dos pedófilos na década de 1990 porque os mesmos se aproveitavam da corrupção e da péssima formação da polícia e da Justiça para agirem com impunidade.

A situação mudou a partir de 2007 com um controle mais rigoroso por parte das autoridades e com a implementação de uma nova legislação que obrigou os criminosos a buscarem maior clandestinidade, segundo a Chab Dai, uma aliança que luta contra o tráfico humano e a exploração sexual.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos