Advogado de narcotraficante argentino preso no Brasil pedirá extradição

Buenos Aires, 19 jun (EFE).- O advogado do narcotraficante Ibar Pérez Corradi, preso neste domingo em Fox do Iguaçu, no Paraná, e mantido sob custódia em Assunção, procurado pela Justiça da Argentina, dos Estados Unidos e Paraguai, pedirá sua extradição.

"Vamos solicitar à Justiça paraguaia que facilite a tarefa para que ele possa vir para a Argentina", disse Carlos Broitman, advogado de Pérez Corradi, em entrevista à emissora argentina "C5N".

Foragido há três anos, Corradi foi condenado pela Justiça argentina como autor intelectual do crime de Sebastián Forza, Damián Ferrón e Leopoldo Bina em 2008, envolvidos com o tráfico de efedrina. Além disso, contra ele pesa um pedido de extradição dos EUA, por narcotráfico, enquanto a Justiça paraguaia o procura pela suposta utilização de documentos de identidade falsa.

Broitman disse que Pérez Corradi foi preso em um apartamento em Foz do Iguaçu, e que soube da prisão depois de uma ligação da namorada de seu cliente, que identificou como Gladys, mãe de dois filhos com o narcotraficante, um de 3 anos e o outro de 4 meses.

"Foi preso em seu domicílio, na presença de seus dois filhos. Decidiram colocá-lo em um pequeno avião e expulsá-lo ao Paraguai", disse o advogado, que completou que a prisão era previsível e ocorreu graças "a informações de inteligência" que a Argentina forneceu ao Brasil e ao Paraguai.

Em declarações posteriores à emissora "Todo Noticias", de Buenos Aires, Broitman disse que seu cliente declarou às autoridades brasileiras que tinha entrado em Fox do Iguaçu por Ciudad del Este, na fronteira com o Paraguai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos