Polícia turca dispersa manifestação pelos direitos de transexuais em Istambul

Istambul, 19 jun (EFE).- Um grande números de policiais apoiado por veículos blindados usou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar, antes mesmo do início, uma manifestação convocada por organizações de defesa dos direitos dos transexuais que seria realizada em Istambul, informou o jornal turco "Bianet".

O protesto, que seria realizado pelo sétimo ano consecutivo na região central da cidade, não tinha sido autorizado pelo governo local, que também proibiu um ato convocado por gays e lésbicas na próxima semana. Porém, apesar da proibição, várias pessoas começaram a chegar ao local marcado e se depararam com os cordões de segurança da polícia, que impediram a manifestação.

As tentativas dos centenas de presentes de começar a passeata duraram uma hora. Os agentes jogaram gás lacrimogêneo contra os manifestantes, mas não houve confronto, segundo o "Bianet".

Além disso, a polícia prendeu 11 membros de um grupo que proferia palavras de ordem islamitas e se dirigia às organizações de defesa dos transexuais em atitude hostil, informou o jornal "Cumhuriyet". EFE

iut/lvl

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos