Atentado no Iraque deixa sete milicianos xiitas mortos e 35 feridos

Bagdá, 21 jun (EFE).- Pelo menos sete membros da milícia xiita Multidão Popular morreram nesta terça-feira e 35 ficaram feridos pela explosão de um carro-bomba na província de Saladino, ao norte de Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte de segurança iraquiano.

O atentado aconteceu dentro do quartel da Legião de Karbala -facção integrante da Multidão Popular-, situado na zona de Al Dauayen, ao sul da cidade de Al Dour.

Os corpos de segurança tinham desde ontem informações de que o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) planejava atacar as forças governamentais na região, afirmou a fonte.

O grupo extremista foi expulso de amplas zonas de Saladino há cerca de um ano e meio, mas segue tendo presença na zona e perpetrando ataques contra as forças iraquianas e contra os civis.

Em 17 de junho, 19 soldados, policiais e milicianos xiitas, assim como 15 membros do EI, morreram em enfrentamentos perto da cidade de Al Tuz, cerca de 90 quilômetros ao leste de Tikrit, capital de Saladino.

O Iraque enfrenta uma guerra contra o EI, que conquistou no verão de 2014 amplas regiões e proclamou um califado nas zonas que controla neste país e na vizinha Síria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos