Manifestação em Paris contra reforma trabalhista é vetada

Paris, 22 jun (EFE).- A Prefeitura de Polícia de Paris anunciou nesta quarta-feira a proibição da manifestação convocada para amanhã na cidade pelos sindicatos contrários a reforma trabalhista, com o argumento de evitar perturbações da ordem pública como as ocorridas no último dia 14.

"Essas propostas alternativas não permitem de nenhuma maneira corresponder a necessária segurança das pessoas e dos bens, nem as exigências de mobilização máxima das forças policiais (...) contra a ameaça terrorista que está em um nível elevado e impõe umas solicitações excepcionais em todo o território", segundo sua argumentação.

A prefeitura lembrou que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, tinha dado como alternativa realizar na última segunda-feira uma concentração, afirmando que seria mais fácil deslocar os policiais.

Gabriel Gaudy, responsável pela Força Operária (FO), um dos sindicatos organizadores da manifestação, afirmou que o ato será mantido e disse que iria "assumir suas responsabilidades".

Os secretários gerais da Confederação Geral do Trabalho (CGT), Philippe Martínez, e da FO, Jean-Claude Mailly, pediram uma reunião urgente com Cazeneuve para resolver a questão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos