"Não parece que eu serei o indicado" democrata, diz Sanders

Washington, 22 jun (EFE).- O senador Bernie Sanders disse em público nesta quarta-feira que o atual cenário dá a entender que ele não será o indicado do Partido Democrata às eleições presidenciais dos Estados Unidos.

"É difícil dizer. Não parece que eu serei o indicado. Então não vou determinar o alcance da convenção nacional democrata", que em julho designará oficialmente o candidato do partido às eleições, afirmou Sanders em um entrevista ao canal "C-SPAN".

Sanders, de 74 anos, afirmou que Hillary Clinton deveria escolher como companheiro para a vice-presidência o "candidato mais progressista que ela puder encontrar", enquanto vários veículos da imprensa local já publicaram informações sobre uma lista de candidatos ao posto, que não inclui o senador por Vermont.

"Acredito que seria um erro terrível escolher um candidato que tenha raízes em Wall Street ou que seja apoiado por Wall Street", ressaltou Sanders, que se define como um "socialista democrata" e foi um crítico constante dos excessos das grandes corporações.

O pré-candidato democrata se reuniu com Hillary no último dia 14 em um hotel de Washington perto da Casa Branca, mas ainda não anunciou seu apoio formal à candidatura presidencial da ex-secretária de Estado.

O senador também não suspendeu de maneira explícita sua campanha, com o argumento de que quer continuar até a realização da convenção nacional democrata na Filadélfia, para fazer ouvir seu programa político na ocasião.

Além disso, Sanders se ofereceu a ajudar a derrotar o virtual candidato republicano, o magnata Donald Trump, no pleito presidencial de 8 de novembro.

Líderes democratas, como o presidente dos EUA, Barack Obama, e o vice-presidente, Joe Biden, já deram apoio oficial a Hillary Clinton como virtual candidata à Casa Branca, após sua vitória nas eleições primárias de Califórnia e Nova Jersey no último dia 7.

Sanders elogiou a inteligência da também ex-primeira-dama, mas enfatizou que "há áreas nas quais há (entre ambos) fortes divergências".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos