Coreia do Sul reforça preparação militar após teste de mísseis norte-coreanos

Em Seul

  • KCNA/AFP

    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, acompanha lançamento de míssil

    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, acompanha lançamento de míssil

O ministro da Defesa da Coreia do Sul, Han Min-koo, ordenou nesta quinta-feira (23) que as Forças Armadas do país aumentem sua preparação para o combate, um dia após a Coreia do Norte ter realizado o lançamento de dois mísseis de médio alcance.

Durante uma reunião com 150 funcionários da defesa, o ministro pediu para estarem preparados e "responder com firmeza qualquer provocação da Coreia do Norte".

Han Min-Koo afirmou que "a Coreia do Norte acabará completamente isolada e imersa na autodestruição se continuar realizando provocações como esta".

Além disso, ele classificou os lançamentos de mísseis como uma "clara violação das resoluções da ONU" e garantiu que "em caso de novas provocações haverá sanções mais fortes da Coreia do Sul e da comunidade internacional".

Após quatro tentativas fracassadas nos meses de abril e maio, a Coreia do Norte lançou na quarta-feira dois mísseis Musudan de médio alcance, dos quais o primeiro aparentemente explodiu no ar e o segundo funcionou com relativo sucesso.

O Musudan surge como uma nova ameaça para a região, já que é o primeiro projétil de alcance médio norte-coreano que pode ser disparado de uma plataforma de lançamento móvel, o que dificulta sua detecção.

Com seu alcance potencial - 4.000 quilômetros - poderia atingir bases americanas do Pacífico em Okinawa (Japão) ou Guam.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos