Papa termina sua viagem à Armênia libertando pombas na fronteira turca

Yerevan, 26 jun (EFE).- O papa Francisco termina neste domingo sua viagem apostólica à Armênia visitando o antigo mosteiro de Khor Virap, em frente às fechadas fronteiras turcas e onde libertará dois pombos junto com o patriarca armênio Karekin II.

O ato vai acontecer às 17h (horário local, 10h em Brasília), quando Francisco e o patriarca supremo chegarem a este local, em frente ao imponente monte Ararat, símbolo do país, mas em território turco por sua perda territorial.

Além disso, estas fronteiras permanecem fechadas devido à inimizade entre Armênia e Turquia, sobretudo devido ao massacre de armênios a partir de 1915 orquestrado pelo extinto Império Otomano.

O mosteiro de Khor Vira (poço profundo) é um dos lugares mais sagrados para a Igreja Apostólica, majoritária no país, já que segundo a tradição, nele ficou fechado durante anos Gregório I, o Iluminador, responsável pela cristianização do país.

De fato, a Armênia se anuncia como a primeira nação do mundo a adotar o cristianismo como religião oficial, em 301 d.C., décadas antes de acontecer o mesmo no Império Romano.

O papa irá para o aeroporto internacional da capital armênia, Yerevan, de onde volta a Roma às 18h30 (11h30 em Brasília).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos