Dois suspeitos de atear fogo em deficiente são detidos em Casablanca

Rabat, 27 jun (EFE).- Dois moradores de rua marroquinos foram detidos nesta segunda-feira por supostamente terem queimado viva uma portadora de deficiência mental, segundo um comunicado policial.

Os homens, um deles com antecedentes criminais, viviam da coleta e recuperação de lixo, e quando foram detidos estavam drogados.

Ambos são suspeitos de terem sequestro a jovem, abusado sexualmente da mesma, amarrá-la e depois atear fogo e deixá-la morrer entre chamas em um terreno abandonado do bairro periférico de Ain Chock, em Casablanca.

O corpo da jovem será submetido a uma autópsia para poder estabelecer sua identidade e outras circunstâncias do crime.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos