Li Keqiang: "'Brexit' acrescenta incerteza à economia global

Pequim, 27 jun (EFE).- O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, considerou nesta segunda-feira que a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) acrescenta "uma nova incerteza" à situação da economia global.

"O impacto do 'brexit' já foi sentido", afirmou Li em seu discurso em um fórum realizado na cidade chinesa de Tianjin.

O primeiro-ministro destacou, no entanto, que a China continuará mantendo uma "relação estável" tanto com a UE como com o Reino Unido, ambos "parceiros importantes" para a segunda maior economia mundial.

Trata-se da primeira reação do núcleo do governo chinês sobre o resultado do referendo realizado na quinta-feira passada no Reino Unido, no qual a campanha para sair do bloco europeu ganhou com 51,9% dos votos, contra 48,1% dos conseguidos pelos partidários de permanecer na UE.

Em seu discurso, Li também aproveitou para emitir uma mensagem de calma aos mercados sobre a evolução econômica de seu país, e insistiu na estabilidade da economia chinesa, que cresceu 6,7% no primeiro trimestre do ano, seu índice de crescimento trimestral mais sob desde 2009.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos