Francisco e Bento XVI comemoram os 65 anos de sacerdócio do papa alemão

Cidade do Vaticano, 28 jun (EFE).- O papa Francisco e o papa emérito Bento XVI celebraram nesta terça-feira no Vaticano o 65º aniversário da ordenação sacerdotal de Joseph Ratzinger, em 1951.

O ato aconteceu na Sala Clementina do Palácio Apostólico, começou às 11h55 (horário local, 6h55 em Brasília) e durou cerca de 40 minutos. O papa Francisco foi o encarregado de presidir a cerimônia e de fazer um discurso no qual destacou a dedicação à fé católica que Bento XVI demonstrou ao longo da vida religiosa.

O papa emérito, que em abril completou 89 anos de idade, assistiu ao evento sentado em uma cadeira do lado direito da sala, a poucos metros de distância de Francisco. Ele aproveitou a ocasião para agradecer a homenagem e para pedir "um mundo de amor e de vida, e não de morte", em um discurso que fez de improviso.

Joseph Ratzinger recebeu a ordenação sacerdotal em 29 de junho de 1951, na Catedral de Freising, no sul da Alemanha, pelo cardeal e então arcebispo de Munique, Michael von Faulhaber. Junto a ele se ordenou também seu irmão mais velho, Georg Ratzinger.

Em 1977, ele foi nomeado arcebispo de Munique pelo então papa Paulo VI e no mesmo ano se tornou cardeal. Em 1981, foi designado prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé pelo papa João Paulo II, a quem sucederia à frente da Igreja Católica a partir de 2005, quando foi eleito papa. Desde sua renúncia em fevereiro de 2013, Joseph Ratzinger mora no Mosteiro Mater Ecclesiae, na Cidade do Vaticano, e quase não aparece em público.

No voo de volta de sua viagem à Armênia, o papa Francisco descreveu Bento XVI como "um homem sábio e de palavra", que o apoia e reza por ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos