Comboio humanitário entra em duas zonas assediadas da periferia de Damasco

Beirute, 29 jun (EFE).- Dois comboios de ajuda humanitária entraram nesta quarta-feira pela primeira vez nas localidades assediadas de Zamalka e Erbin, na região de Ghouta Oriental, na periferia de Damasco, informou à Agência Efe a porta-voz do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na Síria, Ingy Sedky.

Um total de 37 caminhões com comida e remédios para cerca de 20 mil pessoas entraram nessas populações, cujos moradores " quase não receberam nenhuma assistência humanitária há quatro anos", indicou Sedky.

A carga, organizada pelo CICV, o Crescente Vermelho Síria e a ONU, contém cestas de comida; 4 mil kits de higiene - com sabão, xampu, compressas, pasta de dentes e escovas, entre outros produtos; e remédios para tratar cerca de 10 mil pacientes durante três meses.

"O comboio de hoje a Zamalka e Erbin é claramente um sinal positivo que podemos responder às necessidades do povo e avaliar as necessidades da população", indicou Sedky.

Em Zamalka e Erbin, da mesma forma que em outras zonas de Ghouta Oriental, há presença de grupos rebeldes e estão cercadas pelo Exército.

Por outro lado, uma caravana humanitária entrou hoje também no oeste da população de Harasta, ao nordeste de Damasco, para repartir ajuda para cerca de 2,5 mil pessoas, com pacotes de alimentos, equipes de higiene e remédios.

De acordo com os dados da ONU, quase 600 mil pessoas vivem em populações assediadas da Síria, a maior parte em lugares bloqueados pelas autoridades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos