Califórnia aprova pacote de medidas para reforçar controle de armas

Los Angeles (EUA), 30 jun (EFE).- A Legislatura da Califórnia, o órgão bicameral com maioria democrata composto pela Assembleia e pelo Senado, deu sinal verde nesta quinta-feira a um pacote de 12 medidas que reforçam a legislação que afeta às armas de fogo no estado.

As novas restrições, que devem ser aprovadas pelo governador da Califórnia, Jerry Brown, estabelecem que só seja possível comprar uma arma, de qualquer tipo, por mês, e proíbem as armas longas com "carregador automático", mecanismo que permite recarregar a munição de maneira muito mais rápida. Outras disposições afetam às "armas indetectáveis", a regulação de munição e carregadores de grande capacidade e os prazos e exigências para informar sobre roubo ou extravio de armas.

Através de um comunicado, o senador democrata Kevin de León, atualmente presidente encarregado do Senado do estado, destacou que mais uma vez a "Califórnia lidera a nação em legislação progressista e sensata".

"Vamos enviar ao governador o mais forte e mais completo conjunto de medidas de prevenção da violência com armas em uma geração. Quando for promulguada, definitivamente salvarão vidas", declarou o senador, que defendeu que a Califórnia será "uma luz de esperança para o resto da nação".

O presidente da Assembleia da Califórnia, Anthony Rendon, afirmou que eles eliminaram as ferramentas favoritas dos assassinos em massa.

"Estabelecemos limites razoáveis sobre a venda de armas e munição e fortalecemos leis para manter as armas fora das mãos dos indivíduos que não deveriam tê-las. Cada isenção eliminada tira um dedo a mais do gatilho", disse Rendon.

Esta reforma legislativa é feita poucos meses depois do ataque terrorista ocorrido na cidade californiana de San Bernardino, no qual 14 pessoas morreram em dezembro do ano passado.

Os esforços dos democratas para reforçar a legislação sobre as armas também foram intensificados após o ataque a boate gay em Orlando, no qual 49 pessoas morreram no dia 12 de junho.

Na semana passada, um grupo de legisladores democratas protestou na Câmara dos Representantes federal para criticar a falta de compromisso dos republicanos com relação ao controle das armas de fogo. Como parte desse movimento, ontem congressistas democratas da Califórnia, liderados pelo presidente do Caucus do partido na Câmara dos Representantes, Xavier Becerra, reivindicaram em Los Angeles que medidas para endurecer a legislação sobre as armas de fogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos