Justiça apresenta acusações contra jovem britânico que pretendia matar Trump

Washington, 29 jun (EFE).- Um tribunal federal em Las Vegas (Nevada) apresentou na quarta-feira acusações contra um jovem britânico que este mês supostamente tentou pegar a arma de um policial para disparar contra Donald Trump, virtual candidato republicano à presidência dos Estados Unidos.

Michael Steven Sandford, de 20 anos, foi acusado de posse de arma com residência ilegal nos EUA e por interromper assuntos de governo.

Sandford permanecerá preso sem direito a fiança, aguardando o julgamento, que começará em próximo dia 6 de julho. As acusações podem lhe custar até dez anos de prisão.

O jovem britânico foi preso no último dia 18 durante um comício de Trump em Las Vegas por tentar roubar a arma de um policial.

Segundo os documentos judiciais, Sandford confessou que sua intenção era disparar contra Trump. Ele disse ao Serviço Secreto, responsável pela segurança dos candidatos presidenciais, que deixou a Califórnia tendo Las Vegas como destino com a ideia de matar o magnata, algo que estava planejando há um ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos