Morre adolescente judia esfaqueada por um palestino na Cisjordânia

Em Jerusalém

  • Ammar Awad/Reuters

A adolescente que ficou ferida ao ser esfaqueada nesta quinta-feira (30) por um palestino em uma colônia judaica da Cisjordânia morreu horas depois, por causa dos graves ferimentos, informaram fontes hospitalares israelenses.

A vítima, que foi identificada como Hillel Yafa Ariel, de 13 anos, morreu no hospital Shaarei Tzedek, de Jerusalém, após receber várias facadas na parte superior do corpo.

A menor se encontrava em sua casa, na colônia judaica de Kiryat Arba, vizinha da cidade de Hebron, quando o palestino entrou armado com uma faca e começou a esfaqueá-la, informaram fontes de segurança e veículos de imprensa israelenses.

O agressor, de 17 anos, morreu posteriormente pelos disparos de uma patrulha de segurança civil da colônia, cujos um dos membros foi esfaqueado pelo palestino, além de ficar ferido por um de seus colegas na operação para prender o jovem.

O homem, de 31 anos, está internado em estado grave em outro hospital de Jerusalém.

A emissora israelense "Canal 10" informou que o agressor palestino morava na aldeia de Bani Naim, perto da colônia judaica. Ele conseguiu pular a cerca do local, e entrou na casa onde estava a adolescente.

Os episódios são partes da onda de violência que teve início em outubro do ano passado, onde 216 palestinos, 34 israelenses e três estrangeiros já morreram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos