Turquia aponta Estado Islâmico como autor de atentado com 43 mortos

Ancara, 30 jun (EFE).- O governo da Turquia voltou a apontar nesta quinta-feira o grupo jihadista Estado Islâmico como o provável autor do atentado suicida de terça-feira no aeroporto Atatürk de Istambul que, segundo a última apuração, deixou 43 vítimas mortais.

"Os achados indicam que o EI é a organização que está por trás dos ataques", afirmou o ministro do Interior, Efkan Ala, em um comparecimento perante o parlamento, apontando que já são 43 os mortos no ataque no qual participaram três terroristas, que os veículos de imprensa afirmam que eram estrangeiros.

O ministro indicou que entre os 43 mortos há 19 estrangeiros e disse que cerca de 94 pessoas seguem hospitalizadas.

No ataque, no qual os terroristas usaram fuzis de assalto antes da explosão, ficaram feridas 239 pessoas.

Ala afirmou que um dos terroristas suicidas já foi identificado, mas não deu mais informação a respeito.

O jornal "Hürriyet" garantiu hoje que os três agressores eram estrangeiros e procediam do Uzbequistão, Quirguistão e da república russa do Daguestão.

A polícia turca deteve hoje 13 pessoas, entre elas três estrangeiros, em relação ao atentado suicida do aeroporto Atatürk de Istambul.

O ministro rejeitou hoje as acusações de erros de segurança formuladas pela oposição e garantiu que o governo deportou mais de 3,6 mil pessoas por suspeitas de pertencerem ao EI e mais de 5 mil foram detidas por este motivo nos últimos anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos