Agência EFE e presidente recebem prêmio Eisenhower

Madri, 1 jul (EFE).- A Agência EFE e seu presidente, José Antonio Vera, e o diretor do "El País", Antonio Caño, e a Escola de Jornalismo do jornal foram premiados pela Fundação Eisenhower na Espanha em reconhecimento por seu compromisso com a defesa e promoção da liberdade de expressão e de imprensa.

A Associação Espanhola Eisenhower Fellows entrega periodicamente o "First Amendment Award" (Prêmio Primeira Emenda), embora neste ano tenha optado por realizar cinco reconhecimentos, premiando também os jornalistas espanhóis Fernando Ónega e Ana Rosa Quintana.

Todos eles foram reconhecidos por seu compromisso na defesa e promoção da liberdade de informação, princípios defendidos pelo ex-presidente americano Dwight D. Eisenhower e que, em sua Fundação na Espanha, busca destacar os valores democráticos e das sociedades livres.

O presidente da EFE, José Antonio Vera, destacou ao receber o prêmio o "compromisso permanente" dos profissionais desta empresa na defesa da liberdade de expressão e a liberdade de informação.

O prêmio First Amendment Award "nos enche de orgulho na EFE" porque a liberdade de expressão e informação "não só é uma obrigação democrática e profissionalmente ética dos jornalistas, mas, na agência, é um princípio fundamental em nosso trabalho da cada dia", afirmou Vera.

E tudo isso com o objetivo de transmitir "uma informação que "necessariamente tem que ser sempre rigorosa e veraz", acrescentou.

O presidente da Associação Eisenhower na Espanha, Javier Cremades, ressaltou o trabalho de todos os premiados em defesa da liberdade de expressão e lembrou que esta instituição foi criada por um grupo de empresários norte-americanos nos anos 50 a fim de reconhecer o trabalho do ex-presidente americano pela defesa da paz mundial.

Foi recordado Leopoldo López, o preso político que permanece em uma penitenciária venezuelana por sua oposição ao governo da Venezuela, e seu pai, de mesmo nome, compareceu a esse encontro jornalístico.

José Antonio Vera recebeu o prêmio de mãos do diretor da EPA (European Pressphoto Agency), Joerg Schierenbeck, que afirmou que a EFE é "confiável, independente e objetiva".

Schierenbeck destacou que Vera "trabalhou sem descanso para desenvolver as atividades em informação multimídia", além de novos produtos como os começados em inglês para a Ásia.

Por sua vez, o ex-presidente da EFE Luis María Anson mostrou sua "admiração" em relação ao trabalho que está sendo desenvolvido na agência e acrescentou que Vera é um jornalista "sem inimigos".

José Antonio Vera, que classificou Anson como "mestre de todos nós", ressaltou "o quão oportuno é voltar a reivindicar o jornalismo bem feito, o jornalismo profissional".

Vera disse que "o jornalismo cidadão, do qual hoje tanto se fala, está bem", embora tenha apontado que "há de ser o jornalista o profissional do jornalismo, aquele que tenha a última palavra para contrastar e verificar, para avaliar, hierarquizar e priorizar as notícias".

Além disso, o presidente da EFE dedicou palavras para os jornalistas que "dão às vezes a vida para informar diretamente dos cenários mais difíceis e perigosos, como hoje na Síria, Iraque ou Ucrânia, ou por outros motivos, para defender a liberdade de expressão e o direito à informação, em países queridos e irmãos como a Venezuela e o México".

A EFE, com 77 anos de história e presença em 200 cidades de 120 países, "não seria o que é sem o peso da língua castelhana e das culturas da Espanha e das Américas. É o que nos diferencia das outras grandes agências internacionais", argumentou José Antonio Vera.

O presidente da EFE chamou a atenção, além disso, a respeito de que o orçamento público da EFE não chega a 40% de seu total, e que os 60% restantes "têm que ser conseguidos no mercado".

Por fim, Vera destacou "os grandes valores que compartilhamos com os EUA, um vínculo transatlântico que o próprio Eisenhower promoveu". "Agora mais do que nunca, Espanha e EUA temos de potencializar essas relações".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos