Democratas aprovam programa político de linha mais progressista

Washington, 1 jul (EFE).- O Partido Democrata aprovou nesta sexta-feira o texto de um novo programa político que inclui concessões à ala mais progressista da formação, representada pelo senador Bernie Sanders, rival nas primárias da virtual candidata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

O programa eleitoral dos democratas inclui exigências impulsionadas por Sanders como um aumento do salário mínimo para US$ 15 a hora, o reforço da saúde pública, o fim do centro de detenção de imigrantes privado, o fim da pena de morte e maior regulação financeira.

Sanders tenta impulsionar políticas mais progressistas dentro do partido antes do fim do mês, quando haverá a Convenção Democrata da Filadélfia, onde Hillary, que conseguiu a maioria dos delegados, será escolhida como candidata presidencial formalmente.

"Graças à liderança e ao compromisso das campanhas de Hillary e Sanders começamos este processo com um sólido programa progressista", afirmou o presidente do comitê redator, o congressista Elijah Cummings, de Maryland.

No entanto, o programa se afasta de certos temas nos quais Sanders tinha empurrado mais em direção à esquerda que Hillary Clinton, como um reconhecimento mais claro das reivindicações dos palestinos ou uma rejeição mais categórica do Acordo de Cooperação Transpacífico (TPP).

O programa reconhece que há diversidade de opiniões no partido a respeito do TPP, ao qual Hillary também se opôs em seu formato atual, e admite que "o acordo não satisfaz os padrões que se delineiam neste programa".

O texto volta a incluir o desejo de uma reforma migratória que abra o caminho à cidadania para "famílias que respeitam a lei e que vivem aqui para conseguir uma vida melhor e contribuem para o país".

Esse programa, que regerá os princípios dos democratas para ganhar a presidência e o Congresso durante quatro anos, promete o fim das deportações de famílias e menores de idade e tratar adequadamente os centro-americanos que tentam fugir da violência em seus países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos