Paquistaneses são presos na Espanha acusados de enaltecer o terrorismo

Madri, 1 jul (EFE).- A Guarda Civil prendeu nesta sexta-feira, em Lérida (nordeste da Espanha), três paquistaneses que enalteciam o terrorismo jihadista através da internet, informou o Ministério do Interior espanhol.

Os presos de 25, 29 e 31 anos, que moravam juntos em Lérida, divulgavam conteúdos radicais de vários grupos terroristas através da internet e já tinham alcançado que um grande número de pessoas participasse de sua estratégia proselitista.

Entre os conteúdos divulgados tinha um farto material de propaganda a favor do Estado islâmico (EI), Talibã e outros grupos no qual, entre outras coisas, justificavam as execuções realizadas.

O trio administrava diferentes contas em várias redes sociais e plataformas digitais através das que realizavam um intenso trabalho de divulgação da propaganda jihadista, chegando inclusive a justificar e exaltar atividades específicas de vários grupos terroristas.

Segundo as investigações, que tiveram a colaboração do Centro Nacional de Inteligência (CNI), os presos conseguiram que um número cada vez maior de pessoas se envolvessem nas atividades de exaltação aos grupos terroristas e a justificativa de ações violentas, contribuindo para propagar a ideologia jihadista na Espanha.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos