Chanceler confirma que pelo menos 9 italianos morreram em atentado em Daca

Roma, 2 jul (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Itália, Paolo Gentiloni, confirmou neste sábado que pelo menos nove cidadãos do país morreram no ataque realizado contra um restaurante em Daca, capital de Bangladesh, na noite de ontem.

O chanceler afirmou que, até o momento, os diplomatas do país na cidade identificaram nove italianos entre as vítimas, apesar de o reconhecimento de todos os corpos ainda não ter sido concluído.

Segundo Gentiloni, 11 italianos estavam no restaurante na hora do ataque. Além das nove vítimas já identificadas, um deles conseguiu fugir e outro ainda está desaparecido.

O chefe da diplomacia italiana lamentou o incidente e afirmou que é preciso que a comunidade internacional faça o necessário para combater o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

De acordo com os números oficiais confirmados até o momento, o ataque, que foi reivindicado pelo EI e pela filial da Al Qaeda na Índia, provocou a morte de 28 pessoas: 20 reféns, dois policiais e seis dos sete terroristas. Além disso, 26 pessoas ficaram feridas. EFE

lsc/lvl

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos