EI sequestra mais 130 curdos no norte da província de Aleppo

Beirute, 2 jul (EFE).- Membros da organização terrorista Estado Islâmico (EI) sequestraram neste sábado um grupo de 130 curdos após invadirem áreas nos arredores da cidade de Al Bab, já controlada pelos jihadistas, e outras regiões no norte da província de Aleppo.

Um membro do Conselho da Síria Democrática (CSD) na região de Shahba (Aleppo), Ahmad Afrach, disse à Agência Efe que os extremistas entraram nas localidades de Kaiba, Balija e Al Burch, todos de maioria curda, onde invadiram casas e capturaram reféns.

Com os sequestros realizados hoje, subiu para 1.500 o número de reféns curdos feitos pelos jihadistas nas últimas três semanas.

Com medo da ação do EI, Afrach indicou que milhares de civis estão fugindo de Al Bab e de Manbech, dois dos principais redutos do EI em Aleppo, para áreas sob o controle das Forças da Síria Democrática, braço armado da CSD.

Afrach indicou que cerca de 27 mil pessoas chegaram nos últimos 18 dias em Azaz, na fronteira com a Turquia, e em Afrin, ambas controladas pela FSD.

No total, aproximadamente 80 mil pessoas da região já deixaram suas casas por medo de serem sequestradas pelo EI.

Os sequestros e deslocamentos ocorrem em meio a uma ofensiva da FSD, lançada no último dia 31 de maio, para expulsar os jihadistas de Manbech.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos