Presidente italiano interrompe viagem pela América Latina após ataque em Daca

Roma, 2 jul (EFE).- O presidente da Itália, Sergio Mattarella, suspendeu a viagem que estava fazendo pela América Latina para retornar ao seu país, depois que nove italianos morreram no ataque terrorista de ontem em Daca, a capital de Bangladesh.

"Depois de conversar com o presidente e outras autoridades do México, decidi interromper esta viagem para retornar a Roma e prestar homenagem às vítimas italianas", afirmou.

Mattarella, que tinha previsto visitar também o Uruguai e a Argentina, condenou o ataque e sustentou que "toda a Itália se mostra próxima às famílias das vítimas e expressa sua solidariedade". Ele pediu à comunidade internacional para que reúna esforços e defenda "os valores do respeito à vida humana, à liberdade e à convivência pacífica no mundo".

O ataque a um restaurante de Daca, que foi reivindicado pelo Estado Islâmico e pela ramificação da Al Qaeda no Subcontinente Indiano, foi cometido ontem e causou a morte de pelo menos 28 pessoas: 20 reféns, dois policiais e seis dos sete terroristas. Das vítimas, nove eram italianas, segundo números oficiais. O ataque ainda deixou 26 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos