Putin publica leis para reger Guarda Nacional da Rússia

Moscou, 3 jul (EFE).- O presidente russo Vladimir Putin, promulgou um pacote de leis que regulam o trabalho da Guarda Nacional da Rússia, corpo armado que substitui às tropas de Ministério do Interior, conforme divulgado neste domingo no site oficial do governo.

A Guarda Nacional, criada por decreto presidencial em 5 de abril, terá amplas atribuições e liberdades para agir. Assim, os membros deste corpo poderão disparar e usar a força sem prévio aviso, "quando existir ameaça para a vida dos cidadãos ou de um membro da Guarda Nacional". Também poderão deter suspeitos de cometer um crime, efetuar batidas em casas e instalações privadas, após explicar a seus ocupantes o motivo da ação.

A Guarda Nacional obedecerá diretamente ao presidente da Rússia, que poderá ordenar sua intervenção armada em casos de emergência, desordens públicas e situações que ponham em risco a segurança nacional. À frente da Guarda Nacional foi nomeado o general Viktor Zolotov, que desde 2014 ocupava o cargo de vice-ministro de Interior e anteriormente foi chefe dos serviços de segurança do Kremlin (2000-2013).

A criação deste novo corpo, que segundo fontes citadas pela agência "Interfax" poderia estar integrada por 300 mil homens, foi criticada pela oposição liberal, que considera que esta é uma força a serviço de Putin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos