Abu Sayyaf ameaça matar hoje refém norueguês

Manila, 4 jul (EFE).- O grupo Abu Sayyaf, seguidor declarado do Estado Islâmico (EI), ameaçou matar o refém norueguês que mantém retido desde o ano passado, segundo uma mensagem enviada pelos jihadistas a vários jornalistas.

"Não é um ultimato. Vamos decapitar o norueguês a qualquer hora hoje", advertiu o porta-voz do Abu Sayyaf, Abu Rami, na mensagem publicada no jornal filipino Inquirer.

O grupo terrorista reivindica 300 milhões de pesos filipinos (US$ 6,4 milhões) pela libertação do refém norueguês, Kjartan Sekkingstad.

O norueguês, os canadenses Robert Hall e John Ridsdel e a filipina Marites Flor foram capturados no dia 21 de setembro de 2015 em um complexo hoteleiro da ilha de Samal (sudeste) por este grupo radical fundado em 1991 por um punhado de ex-combatentes da guerra do Afeganistão contra a União Soviética.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos