Dezenove pessoas são detidas na Espanha por pornografia infantil na internet

Madri, 4 jul (EFE).- A Guarda Civil da Espanha deteve 19 pessoas por posse e distribuição de pornografia infantil na internet, em uma operação internacional da qual participaram outros 16 países ibero-americanos e os Estados Unidos, que acabou com 60 detenções.

Até o momento, os agentes coletaram centenas de milhares de arquivos e o material apreendido com os detidos permitiu identificar 14 menores na Espanha e dois na Colômbia, todos eles vítimas de abusos sexuais, informou o corpo de segurança espanhol.

As investigações começaram depois que o Grupo de Trabalho Americano sobre crimes Tecnológicos da Interpol alertou a Guarda Civil sobre vários usuários que, através de redes de troca de arquivos P2P, estariam compartilhando na Espanha arquivos de imagem e vídeo com abusos a menores.

A fonte destacou que vários menores foram manipulados por adultos para que se gravassem abusando de outros menores, a fim de sua posterior distribuição pelas redes de pedofilia na internet.

Paralelamente à atuação na Espanha, a Polícia de Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, República Dominicana, Uruguai e Venezuela detiveram outras 60 pessoas e realizaram mais de 200 operações em 47 cidades.

Atualmente, os investigadores analisam centenas de milhares de arquivos de conteúdo pedófilo com imagens fortes, que serão minuciosamente estudadas para identificar o maior número possível de vítimas, já que muitas delas poderiam continuar sofrendo este tipo de abusos.

Igualmente, se trabalha para determinar se algum dos envolvidos poderia ter conexões com outros pedófilos que interajam na rede.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos