Polícia e manifestantes entram em confronto após protesto no sul da China

Pequim, 4 jul (EFE).- Um protesto na cidade de Lubu, da província de Cantão, no sul da China, contra a construção de uma usina incineradora acabou neste domingo em confronto entre os manifestantes e a Polícia, informou o jornal "South China Morning Post".

Cerca de 10 mil pessoas saíram às ruas para mostrar sua rejeição aos planos do governo local sobre esta incineradora que ficaria perto do rio Xi e teme-se que possa poluir suas águas, segundo as testemunhas. As autoridades afirmam que apenas 1.400 pessoas participaram do protesto.

Ao redor de 4.000 membros das forças de segurança, desde policiais até equipes de operações especiais passando por paramilitares, se deslocaram para o local do protesto.

A manifestação durou várias horas e terminou com episódios de violência entre a Polícia e os manifestantes, segundo mostraram várias imagens divulgadas através das redes sociais.

Algumas testemunhas destacaram o caráter pacífico do protesto e que não se esperava que a situação se transformasse em violenta.

Um manifestante de 23 anos declarou ao "South China Morning Post" que quem estava no protesto estava "muito tempo mantendo a distância da Polícia", até que emergiram alguns "conflitos pequenos".

O Departamento de Propaganda do distrito de Gaoyao da cidade de Zhaoqing, do qual depende administrativamente Lubu, publicou um comunicado em sua conta no Weibo (equivalente chinês do Twitter) no qual acusava os manifestantes de "atacar violentamente" os policiais.

Também afirmou que tinham sido detidas 21 pessoas para "educá-las e investigá-las", embora posteriormente estas mensagens tenham sido foram apagados de sua conta, segundo o jornal.

Os planos de construção de uma incineradora foram a origem deste protesto, apesar de o governo local ter anunciado no sábado que, após as manifestações contra que tinham acontecido no mês passado, o projeto estava temporariamente parado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos