Atentado suicida do EI deixa 16 mortos no nordeste da Síria

Beirute, 5 jul (EFE).- Um atentado suicida realizado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) deixou 16 mortos e dezenas de feridos nesta terça-feira na cidade de Al Hasaka, no nordeste da Síria, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O incidente foi causado por um suicida que detonou uma carga de explosivos em cima de uma padaria do bairro de Al Salehiya, coincidindo com a hora do "iftar", a refeição que rompe o jejum do mês sagrado muçulmano do Ramadã.

O Observatório apontou que entre os mortos há três menores de idade e duas mulheres, e não descartou que o número de mortos aumente, visto que há feridos em estado grave. A agência de notícias oficial síria, "Sana", reduziu o número de vítimas para quatro mortos e 15 feridos.

O distrito de Al Salehiya está sob controle das Forças da Síria Democrática (FSD), uma coalizão armada curdo árabe apoiada pelos Estados Unidos. A cidade de Al Hasaka está dividida em zonas em poder das FSD e outras em mãos do Exército sírio.

Este atentado coincide nesta segunda-feira com o fim do Ramadã na Síria e em outros países da região, onde o EI intensificou os ataques no último mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos