Combates no leste da Ucrânia já deixaram 3 militares nas últimas 24h

Kiev, 5 jul (EFE).- Pelo menos três militares ucranianos morreram e 13 ficaram feridos em ações de combate registradas no leste da Ucrânia nas últimas 24 horas, informou nesta terça-feira o porta-voz militar da presidência ucraniana, Andrei Lysenko.

O porta-voz denunciou em entrevista coletiva que os separatistas pró-Rússia que atuam nas regiões de Donetsk e Lugansk utilizam a mesma tática em toda a linha da frente: fogo concentrado de morteiro.

"As ações de combate de maior envergadura aconteceram nos arredores do Aeroporto de Donetsk e na região do polígono industrial de Avdiivka", precisou.

Lysenko afirmou que em Shirokino os separatistas lançaram mais 120 bombas. De acordo com ele, as forças governamentais responderam aos lançamentos.

"As pesquisas mais recentes mostram que a maioria dos habitantes de Donbass (extremo oriental ucraniano) vincula seu futuro e o futuro da região exclusivamente com a Ucrânia", disse hoje o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, na cidade de Slaviansk, na região de Donetsk, segundo a imprensa ucraniana.

O chefe do Estado visitou Slaviansk por ocasião do segundo aniversário da libertação da cidade pelas tropas governamentais e agradeceu que os habitantes de Donetsk "fizeram a escolha pela pátria ucraniana".

A tomada de Slaviansk pelos separatistas pró-Rússia em abril de 2014 foi a primeira ação armada do conflito no leste da Ucrânia, que deixou cerca de 10 mil mortos, entre civis e combatentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos