PUBLICIDADE
Topo

Governo confirma buscas por ex-detento de Guantánamo que saiu do Uruguai

05/07/2016 22h19

Brasília, 5 jul (EFE).- As autoridades brasileiras estão trabalhando para encontrar Jihad Ahmad Diyab, ex-prisioneiro de Guantánamo, que pode estar no país após deixar o Uruguai, onde tinha sido acolhido como refugiado, confirmou nesta terça-feira o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

O serviço de inteligência do governo tenta esclarecer o paradeiro de Jihad Ahmad Diyab, de nacionalidade síria e que se encontrava como "refugiado" no Uruguai, de onde saiu há aproximadamente três semanas.

O ministro confirmou sua busca depois que a companhia aérea Avianca emitiu na semana passada um comunicado de alerta para colaborar com as autoridades para encontrar o ex-detento.

Ahmad Diyab é um dos seis ex-prisioneiros de Guantánamo que foram acolhidos como refugiados no Uruguai em dezembro de 2014 como parte do compromisso do então presidente, José Mujica, de colaborar com seu homólogo americano, Barack Obama, no plano de fechamento do presídio.