Cristina Kirchner apresenta denúncia contra juiz que a indiciou na Argentina

Buenos Aires, 6 jul (EFE).- A ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner (2007-2015), anunciou nesta quarta-feira que apresentou uma denúncia contra o juiz que a indiciou por supostas irregularidades no Banco Central e contra a deputada que apresentou contra ela diversas denúncias por suposta corrupção.

"Estamos diante de um tráfico de informação e conivência entre o juiz e a denunciante", declarou a ex-chefe de Estado em entrevista à imprensa, após comparecer aos tribunais federais em Buenos Aires nos quais apresentou a denúncia e onde foi notificada de seu indiciamento na causa conhecida como 'Dólar Futuro'.

Nesta terça-feira a deputada de centro-esquerda Margarita Stolbizer expressou que pediu à Justiça que investigue se os Kirchner realizaram "movimentos suspeitos nas contas bancárias e em diferentes caixas de segurança não declaradas", nas quais haveria "cerca de US$ 5 milhões", a fim de "serem subtraídos dos olhos da Justiça".

"Uma das tantas denúncias que esta senhora prepara contra mim e minha família com informação absolutamente falsa que teve origem em um episódio que foi um mandado de busca ordenado pelo juiz Claudio Bonadío em Río Gallegos (província sulina de Santa Cruz), no domicílio do contador da família", comentou Cristina.

Além de dirigir a causa que investiga supostas irregularidades no Banco Central, Bonadío lidera outro expediente que investiga a empresa Los Sauces, que tem participação da ex-presidente, e que foi aberta após uma denúncia da deputada, por meio da qual foi autorizado o mandado de busca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos