Ataque a santuário xiita deixa pelo menos 20 mortos ao norte de Bagdá

Bagdá, 8 jul (EFE).- Pelo menos 20 pessoas morreram e outras 70 ficaram feridas nesta sexta-feira (data local) em um ataque ao túmulo do imã Said Mohammed, um dos santuários do islã xiita, na cidade de Balad, 80 quilômetros ao norte da capital do Iraque, Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte policial.

A fonte detalhou que um grupo de homens armados vestidos com uniformes militares invadiu esse santuário, situado ao leste de Balad, e tomou vários reféns.

Além disso, dois terroristas suicidas detonaram seus explosivos na entrada do sepulcro, o que deixou dezenas de mortos e feridos.

Uma fonte médica do hospital de Balad disse à Efe que o centro hospitalar recebeu 20 corpos e começou a tratar 70 feridos, mas advertiu que o número de vítimas mortais pode aumentar.

A fonte policial assegurou que as forças de segurança iraquianas conseguiram finalmente controlar a situação e libertar todos os reféns.

O ataque aconteceu quando os iraquianos celebravam o feriado de Eid ul-Fitr, que encerra o mês sagrado do Ramadã, que terminou na terça-feira passada manchado de sangue.

Ontem o governo iraquiano anunciou que as vítimas do atentado suicida com carro-bomba que aconteceu na madrugada de domingo em uma zona comercial do centro de Bagdá tinham aumentado para 292 e os feridos ainda internados nos hospitais passam de 200.

O ataque foi o mais letal dos últimos anos no Iraque e foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI), que garantiu que seu alvo era a população xiita, majoritária no país. EFE

sy-jfu-fc/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos