Fortes chuvas deixam 11 mortos e pelo menos mil desabrigados no Nepal

Katmandu, 7 jul (EFE).- Pelo menos 11 pessoas morreram e mais de mil tiveram que deixar suas casas pelas chuvas que castigam o Nepal nos últimos dois dias, atingindo especialmente os distritos mais afetados pelo terremoto de abril de 2015, informaram nesta quinta-feira à Agência Efe fontes oficiais.

Em um dos piores incidentes registrados, oito pessoas de duas famílias diferentes morreram na noite de terça-feira, depois de um desabamento de destruído suas casas no distrito de Pyuthan, indicou o porta-voz do Ministério do Interior do Nepal, Yadav Koirala.

No distrito de Gorkha, epicentro do terremoto que há mais de um ano provocou 9 mil mortes no país, três operários morreram em outro deslizamento de terra enquanto trabalhavam em uma obra de uma estrada, acrescentou o porta-voz do governo.

O transbordamento do rio Bhotekoshi na altura de Sindhupalchok, na região central do Nepal, outra das áreas mais afetadas pelo terremoto, deixou 14 feridos e fez com que 25 casas fossem arrastadas. A metade delas pertencia a pessoas que já tinham perdido seus imóveis depois do tremor que atingiu o país no ano passado.

O porta-voz do Ministério do Interior afirmou que as forças de segurança permanecem em alerta, observando a incidência de mais deslizamentos ou enchentes.

"Os frequentes deslizamento de terra foram reportados principalmente em distritos afetados pelo terremoto e isso continuará durante a temporada de monções, que termina em setembro", explicou o diretor-geral do Departamento de Hidrologia e Meteorologia do Nepa, Rishi Ram Sharma.

Em julho de 2015, o Departamento de Minas e Geologia do país identificou 419 assentamentos cuja terra ficou afetada pelo terremoto e, portanto, propensos a sofrer deslizamentos. Apesar da recomendação, o governo não retirou as pessoas dos locais. Entre as regiões de risco identificadas estava a aldeia de Gorkha, na qual morreram os três operários.

"Estamos buscando locais para a mudança. Com sorte poderemos ter um plano detalhado dentro de alguns meses", afirmou Ram Prasad Thapaliya, porta-voz da Autoridade Nacional de Reconstrução, órgão que dirige os trabalhos de reconstrução após o terremoto.

Ao menos nove dos 75 distritos do Nepal foram castigados nos últimos dias por inundações e deslizamentos de terra. Cerca de 350 famílias tiveram que deixar suas casas, sendo 150 delas no distrito que foi o epicentro do tremor de 2015, segundo dados do governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos