Líder republicano dos EUA pede que conversa entre Hillary e FBI seja revelada

Washington, 6 jul (EFE).- O líder da maioria republicana no Senado dos Estados Unidos, Mitch McConnell, pediu na quarta-feira ao FBI que revele o conteúdo da conversa que seus agentes mantiveram com a virtual candidata democrata às eleições presidenciais, Hillary Clinton.

"Está bastante claro que o povo americano gostaria saber o que disse Hillary Clinton ao FBI", afirmou McConnell, em entrevista coletiva, se referindo a reunião que a ex-secretária de Estado e o FBI tiveram no último sábado para tratar o mau uso que ela fez de seu e-mail.

A procuradora-geral dos EUA, Loretta Lynch, confirmou que o Departamento de Justiça "não apresentará acusações" contra Hillary, depois que o diretor do FBI, James Comey, recomendou "encerrar" o caso e "não apresentará acusações contra nenhuma das pessoas envolvidas na investigação".

Desta forma, a procuradora-geral pôs fim à vertente judicial da polêmica sobre o uso de um servidor privado de e-mail por Hillary quando era secretária de Estado (2009-2013) para tratar de assuntos de interesse nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos