Cinco soldados do governo sul-sudanês morrem após ataque de forças opositoras

Juba, 8 jul (EFE).- Cinco soldados do Exército governamental do Sudão do Sul morreram em um enfrentamento com uma patrulha da oposição armada na região de Gudele, ao oeste da capital Juba, confirmou nesta sexta-feira à Agência Efe um porta-voz militar.

O porta-voz do Exército do Sudão do Sul, Lul Ruai, disse que os cinco militares morreram "em um enfrentamento que ocorreu ontem à noite entre uma patrulha do governo e tropas da guarda pessoal do vice-presidente Riek Machar".

Os confrontos deixaram também outros dois soldados feridos, explicou o porta-voz, que pediu calma aos sul-sudaneses e destacou que o ocorrido "é um fato isolado" que os cidadãos não devem temer.

Ruai afirmou que os membros da guarda do vice-presidente dispararam contra uma patrulha do Exército encarregada de revistar todos os veículos que passavam pela zona e que as tropas governamentais não sabiam que o grupo pertencia às forças de Machar.

"Não foram um alvo premeditado, mas (a inspeção dos veículos) é uma medida rotineira que precede às celebrações anuais do Dia da Independência", reforçou.

As forças governamentais se desdobraram ontem nas principais vias da capital para revistar os automóveis e apreender possíveis armas.

As autoridades anunciaram no mês passado a anulação das celebrações do quinto aniversário da independência do Sudão do Sul por falta de orçamento devido à profunda crise que o país atravessa. EFE

asm/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos