Espanha está preocupada com surto de violência no Sudão do Sul

Madri, 10 jul (EFE).- O governo da Espanha mostrou neste sábado sua preocupação com o último surto de violência surgido no Sudão do Sul que custou a vida de mais de cem pessoas e que ameaça deteriorar, ainda mais, a complicada situação humanitária vivida no país.

Através de um comunicado das Relações Exteriores, o governo faz um apelo à contenção e à calma, pedindo ao governo sul-sudanês e aos líderes políticos para seguir o roteiro previsto nos acordos de paz assinados em agosto de 2015.

"O recente compromisso para a formação de um governo de transição de união nacional, demonstra que diálogo inclusivo e acordo são possíveis", e ressalta que é "a única via para que o país melhore suas condições de segurança e prosperidade ao cumprir-se o quinto aniversário da criação do Sudão do Sul como Estado independente", segundo a nota diplomática.

O governo da Espanha reitera seu firme compromisso de continuar trabalhando com a comunidade internacional através das Nações Unidas, a União Africana e a União Europeia, para que o Sudão do Sul supere a crise atual e avance rumo à estabilidade e à prosperidade, de acordo com o comunicado das Relações Exteriores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos