Farc acusam militares de atacar seus delegados de paz na Colômbia

Bogotá, 10 jul (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) denunciaram neste domingo que vários de seus delegados de paz nas negociações com o governo do presidente Juan Manuel Santos foram atacados há dois dias no departamento de Meta, no centro do país, por membros das forças militares.

O chefe guerrilheiro Luis Antonio Losada, conhecido como "Carlos Antonio Lozada", desmentiu em sua conta no Twitter o ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, que disse hoje que houve um enfrentamento no município de La Uribe.

"O ocorrido em Meta não foi um combate, foi um ataque a delegados das Farc que viajavam a Havana", afirmou "Lozada" na rede social.

Sua reação aconteceu depois que Villegas informou sobre este confronto, que segundo explicou aconteceu quando "uma patrulha de nossas forças de desdobramento rápido se encontrou com uma das Farc".

O incidente aconteceu menos de um mês depois que as partes assinaram em Havana, no último dia 23 de junho, um acordo sobre o ponto de "Fim do conflito", que inclui o cessar-fogo e de hostilidades bilateral e definitivo.

Este cessar-fogo deve entrar em vigor uma vez que se sele o acordo final de paz.

Villegas disse ainda que, "segundo manifestam as Farc", no grupo guerrilheiro havia "alguns feridos", e por isso o Ministério lhes ofereceu "todo o atendimento", em coordenação com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

No entanto, "Lozada" sustentou que o exército se negou a auxiliar na evacuação aérea dos guerrilheiros feridos, o que "viola o DIH (Direito Internacional Humanitário) e mina confiança da mesa (de negociações).

A troca de acusações coincide com a apresentação no município de Briceño, no departamento de Antioquia, do plano piloto de substituição de cultivos ilícitos, um dos pontos estipulados entre as partes nas negociações em Cuba.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos