Explosão de bomba no Sinai mata dois policiais egípcios

Cairo, 11 jul (EFE).- Pelo menos um oficial e um suboficial da polícia egípcia morreram nesta segunda-feira e outros três ficaram feridos pela explosão de uma bomba na península egípcia do Sinai, informou a agência oficial egípcia de notícias "Mena".

A agência, que cita um comunicado divulgado hoje pelo Ministério egípcio do Interior, explicou que a bomba explodiu durante a passagem de uma força de segurança na estrada de Al Arish, capital da província do Norte do Sinai.

Os dois oficiais e um recruta de polícia que ficaram feridos na explosão foram internados em um hospital.

Em 9 de julho, um sargento da polícia egípcia perdeu a vida ao ser baleado quando desconhecidos dispararam junto à Delegacia de Al Arish.

Durante junho, três soldados da polícia egípcia morreram por disparos e em uma explosão também em Al Arish.

Os ataques contra as forças de segurança e o Exército se intensificaram desde a destituição militar em 3 de julho de 2013 do então presidente islamita, Mohammed Mursi.

Desde então, grupos armados radicais ficaram fortes no norte da Península do Sinai, incluído o Wilayat Sina (Província do Sinai), a filial egípcia da organização terrorista Estado Islâmico.

Os extremistas também assassinaram e sequestraram civis, e na semana passada um sacerdote da Igreja cristã copta morreu baleado por supostos terroristas do EI em Al Arish.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos