Explosão dentro de túnel em Aleppo mata 19 soldados leias a Assad

Beirute, 11 jul (EFE).- Pelo menos 19 soldados e milicianos leais ao regime de Bashar al-Assad morreram nesta segunda-feira por uma explosão dentro de um túnel em Aleppo, a maior cidade do norte da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG precisou que a explosão aconteceu em um túnel escavado por grupos armados islâmicos no bairro de Al Unquba, na parte antiga de Aleppo.

Ditas facções lançaram hoje uma ofensiva contra as forças governamentais nos arredores da cidade de Aleppo -no centro histórico da população- e nos bairros de Bustan al Qasr, Seif al Daula e Salah ad-Din.

Durante esta segunda-feira, pelo menos oito pessoas morreram e mais de 80 ficaram feridas por ataques de "organizações terroristas" em bairros residenciais de Aleppo, indicou a agência de notícias oficial síria, "Sana".

O Observatório elevou o número de vítimas mortais a nove e acrescentou que há dezenas de feridos.

Os projéteis caíram nos distritos de Al Mirdian, Al Mashariqa, Al Mahata, Maysalun, Bustan al Zahra, Al Ismailiya, Suleimaniya, Al Yamilia e a praça de Saadalá al Jabouri, entre outros, precisou a ONG.

Desde o amanhecer, cerca de 300 projéteis foram disparados por facções armadas contra áreas em poder das forças governamentais na cidade, afirmou a fonte.

Estes ataques coincidem com uma prorrogação de 72 horas da trégua iniciada no país na quarta-feira, que mais que uma redução das hostilidades trouxe um aumento das mesmas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos