Maduro cria programa social de "abastecimento" seguro para atender escassez na Venezuela

Em Caracas (Venezuela)

  • Boris Vergara/Xinhua

    O presidente fez o anúncio durante uma reunião ministerial que foi transmitida em rede obrigatória de rádio e televisão

    O presidente fez o anúncio durante uma reunião ministerial que foi transmitida em rede obrigatória de rádio e televisão

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, criou nesta segunda-feira a chamada "Grande missão de abastecimento soberano e seguro", um programa social que será coordenado pelo ministro da Defesa, general Vladimir Padrino, para enfrentar a crise de escassez e desabastecimento de produtos básicos.

"Esta grande missão vai concentrar os esforços políticos econômicos, institucionais, logísticos, nacionais, setoriais, regionais, locais, em três motores fundamentais", disse Maduro, mencionando os setores agroalimentar, farmacêutico e industrial.

O presidente fez o anúncio durante uma reunião ministerial que foi transmitida em rede obrigatória de rádio e televisão, e afirmou que nos próximos dias explicará o funcionamento desta "missão".

Ele disse que com este programa, feito sob o chamado "Decreto de emergência econômica" aprovado no início do ano e que foi rejeitado pelo Parlamento, será construído um novo sistema de distribuição de produtos após garantir que o atual tem infiltração de sabotadores da empresa privada.

Além disso, este programa lançará uma "produção eficiente e sustentável", criando "novos processos de comercialização" e "sistemas de custos, rendimentos e preços".

Ao lançar esta missão, segundo Maduro, é esperado que nos próximos seis meses tenha uma melhora na economia do país e, especialmente, no abastecimento de produtos básicos que é um dos problemas mais graves que possui a Venezuela.

"Eu disse para as nossas Forças Armadas, ordenei ao comandante estratégico operacional que tome a frente, o próprio general-chefe Vladimir Padrino López estará à frente desta grande operação, desta Grande Missão de Soberania", disse.

Maduro observou que com este programa vai conseguir vencer "a guerra econômica" que há mais de dois anos, garante, que a oposição faz ao seu governo em parceria com empresários privados e com a ajuda do "império" como ele chama os Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos