Sobe para 20 o número de mortos em acidente de trem na Itália

Roma, 12 jul (EFE).- Pelo menos 20 pessoas morreram nesta terça-feira em um acidente de trem cujas circunstâncias estão sendo investigadas e que ocorreu na região italiana de Apúlia (sul), declarou o presidente da Província de Barletta-Andria-Trani, Giuseppe Corrado.

Trata-se ainda de números provisórios, já que, além disso, há cerca de 30 feridos, 18 deles em estado grave.

Corrado lembrou perante a imprensa local que os feridos foram levados aos hospitais de Andria e Barletta, e entre eles havia também crianças já que a linha era usada por estudantes, famílias e trabalhadores.

O ministro das Infraestruturas e Transportes, Graziano Delrio, anunciou que irá hoje ao local, uma zona árida, despovoada e dedicada ao cultivo de oliveiras.

Além disso, afirmou em comunicado que enviou à zona dois inspetores para investigar as causas que propiciaram a colisão entre estes dois trens, que por enquanto são desconhecidas.

Agentes das forças de segurança italianas e da Cruz Vermelha trabalham para tentar encontrar sobreviventes na zona, assim como para localizar outros possíveis corpos entre os destroços dos trens.

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, deve comparecer ao local nesta tarde.

O choque dos dois trens ocorreu entre os municípios de Andria e Corato por volta das 11h30 locais (6h30, em Brasília) e a companhia estatal Ferrovie dello Stato comunicou que afetou trens administrados pela Ferrotramviaria, uma companhia privada que administra essa linha.

O prefeito de Corato, Massimo Mazzilli, disse também através das redes sociais que o acidente "foi um desastre, como se tivesse caído um avião" ao comentar as imagens divulgadas pela imprensa local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos