Alemanha evacua seus cidadãos e outros estrangeiros do Sudão do Sul

Berlim, 13 jul (EFE).- O Ministério alemão de Relações Exteriores informou nesta quarta-feira que começou a evacuação de cidadãos alemães e de outras nacionalidades estrangeiras do Sudão do Sul perante os novos enfrentamentos armados no país.

Segundo explicou em entrevista coletiva a vice-porta-voz do Ministério, Sawsan Chebli, a evacuação está sendo realizada com a ajuda de aviões das Forças Aéreas alemãs e em coordenação com outros países europeus.

Por "motivos de segurança", Chebli não quis dar detalhes sobre o número de afetados ou suas nacionalidades e não comentou as informações da edição digital da revista "Der Spiegel", que afirma que um primeiro voo decolou hoje de Juba, capital sul-sudanesa, em direção a Uganda com 50 alemães, e espera-se que cem compatriotas que residem no país africano o abandonem hoje mesmo.

A operação tem como objetivo ajudar os cidadãos alemães, de outros países europeus e de terceiros países a saírem do país, a maioria diplomatas e trabalhadores humanitários.

Segundo explicou, a evacuação foi planificada durante os últimos dias no gabinete de crise criado no seio do governo e em estreita coordenação com o corpo diplomático em Juba após analisar todas as possibilidades para garantir uma "saída segura" do país.

O Ministério das Relações Exteriores da Itália anunciou também hoje que fretou um avião com 30 cidadãos italianos e também europeus que optaram por deixar o Sudão do Sul após os violentos combates dos últimos dias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos