Ataques no norte e no centro da Síria deixam pelo menos 30 mortos

Beirute, 13 jul (EFE).- Pelo menos 30 pessoas morreram nesta quarta-feira, entre elas três menores, por ataques nas províncias de Idlib e Homs, no norte e no centro da Síria, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG precisou que pelo menos 16 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um bombardeio na cidade assediada de Al Rastan, cercada pelas forças governamentais e situada no norte de Homs.

Além disso, uma mãe e dois filhos morreram por fogo da artilharia do regime sírio nos arredores da mesma cidade.

Por outro lado, pelo menos 12 pessoas perderam a vida por um ataque aéreo contra um mercado popular na população de Ariha, no sul de Idlib.

Na mesma província, várias pessoas ficaram feridas em um bombardeio similar na população de Binish.

Quase toda Idlib se encontra em mãos da Frente al Nusra, filial síria da Al Qaeda, e de outras facções armadas, e é alvo frequente dos ataques da força aérea nacional e da russa.

Estes fatos coincidem com uma trégua iniciada há uma semana no país e que foi prorrogada ontem outras 72 horas pelo Exército sírio.

A Síria sofre desde março de 2011 um conflito que deixou mais de 280 mil mortos, de acordo aos números do Observatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos