Cameron apresenta renúncia ao cargo de primeiro-ministro à rainha Elizabeth

Londres, 13 jul (EFE).- David Cameron apresentou nesta quarta-feira sua renúncia ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido à rainha Elizabeth II, que encarregará a nova líder do Partido Conservador, Theresa May, à formação de um novo governo.

Cameron foi recebido pela monarca britânica no Palácio de Buckingham depois de fazer seu último discurso como primeiro-ministro em frente à Downing Street, residência e escritório oficial do chefe do governo do Reino Unido.

O político conservador anunciou sua intenção de renunciar após a vitória no "Brexit" - a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) - no último dia 23 de junho, um ano depois ter conseguido se reeleger para o cargo, liderando um governo de maioria absoluta.

"Vossa majestade aceitou graciosamente sua renúncia", ressaltou um comunicado do Palácio de Buckingham, onde Cameron foi recebido ao lado de sua esposa, Samantha, e seus três filhos.

Pouco antes, o agora ex-primeiro-ministro, de 49 anos, fez um balanço de seus seis anos no poder, ressaltando que deixa um país com uma economia, um sistema de saúde e uma Força Armada mais sólida do que quando foi eleito pela primeira vez, em 2010.

Cameron expressou, além disso, sua satisfação por conseguir reduzir o déficit registrado no país durante o período e se disse orgulhoso pela aprovação da lei do casamento homossexual durante seu mandato, e também pela contribuição econômica do Reino Unido aos países em desenvolvimento do mundo.

Cameron desejou a sua sucessora sucesso para negociar com Bruxelas a futura saída do Reino Unido da UE.

A inesperada vitória do "Brexit" nas urnas precipitou a saída do governo do Cameron, que tinha feito campanha pela permanência.

Antes de deixar o cargo, o ex-primeiro-ministro realizou ontem sua última reunião de gabinete e participou de uma sessão final de perguntas na Câmara dos Comuns, onde foi ovacionado pelos deputados.

Cameron foi até cumprimentado pelo líder da oposição, o trabalhista Jeremy Corbyn, que desejou "sucesso" para ele e sua família.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos