Cidadão chinês é condenado nos EUA por roubo de informação militar

Washington, 13 jul (EFE).- Um cidadão chinês foi condenado a quase quatro anos de prisão nos Estados Unidos por participar de uma trama orquestrada por funcionários do país asiático para roubar informação militar americana.

De acordo com sua sentença, divulgada nesta quarta-feira pelo Departamento de Justiça de EUA, Su Bin, de 51 anos, roubou "informação militar sensível" de funcionários terceirizados americanos e a pôs à disposição da China.

Por seu papel na trama, Bin foi condenado a 46 meses de prisão.

"A condenação contra Su Bin é um castigo por sua participação confessa em uma trama de hackers orquestrada pela Força Aérea do Exército Popular de Libertação (da China) para roubar informação militar americana sensível", disse hoje John Carlin, assistente da Procuradoria Geral para a Segurança Nacional.

"Bin ajudou os hackers militares chineses a acessar e roubar informação sobre designs de aeronaves militares ponteiras que são essenciais para nossa segurança nacional", acrescentou o Carlin.

O chinês condenado hoje havia sido detido em 2014 no Canadá.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos