Curdos da Síria finalizam Constituição para seu sistema federal

Beirute, 13 jul (EFE).- As autoridades da autoproclamada administração autônoma curda do norte da Síria concluíram a redação de uma nova Constituição para seu sistema federal, informou nesta quarta-feira à Agência Efe Mansour Salum, um dos presidentes do Conselho Constituinte da região.

"O processo de redação finalizou, a Constituição está pronta e no dia 27 ela será levada ao Conselho Constituinte para passar pelas últimas discussões", explicou ele, através de uma conversa por telefone.

Salum acrescentou que se existir um acordo sobre o texto, em breve serão realizadas eleições gerais para renovar os órgãos do governo de "Rojava", como os curdos denominam a parte síria do Curdistão. Conforme explicou, os pontos mais importantes da Carta Magna fazem referência às "liberdades gerais dos cidadãos e seus direitos".

A Constituição inclui artigos sobre a forma da administração dos territórios e estipula uma série de reformas.

"O mais importante é que todas as instituições e conselhos (de governo) serão escolhidos por votação. Em nenhum caso haverá indicação", ressaltou.

Em 17 de março, os curdos declararam unilateralmente um sistema federal nas regiões que controlam no norte do território sírio, decisão que foi rejeitada pelo governo em Damasco e pela Coalizão Nacional Síria (CNFROS), a principal aliança opositora.

Antes do início da guerra na Síria, há mais de cinco anos, os curdos representavam 9% dos habitantes do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos