Milhares de pessoas acompanham funerais de 3 dos policiais mortos em Dallas

Washington, 13 jul (EFE).- Milhares de pessoas estiveram nesta quarta-feira nos funerais de três dos cincos policiais mortos na semana passada em Dallas, um dia depois que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e seu antecessor na Casa Branca, George W. Bush, participaram de uma cerimônia de homenagem.

Os policiais enterrados hoje foram Brent Thompson (43 anos), Michael Smith (55 anos) e Lorne Ahrens (48 anos), enquanto Michael Krol (40 anos) e Patrick Zamarripa (32 anos) serão sepultados nos próximos dias.

Ao contrário da cerimônia de ontem, que foi conjunta para os cinco agentes assassinados, os funerais de hoje foram individuais e aconteceram em três igrejas distintas, nas quais os parentes tomaram a palavra e uma multidão de moradores se aproximou para expressar seu afeto e solidariedade.

No funeral de Ahrens, que aconteceu na igreja batista de Prestonwood em Plano (Texas), se reuniram cerca de 5.000 pessoas dentro e fora do templo, segundo informou a afiada local da emissora de televisão "Fox".

Os caixões dos três agentes foram cobertos com a bandeira americana e a presença de colegas dos falecidos e de outros integrantes das forças de segurança foi notável em todos os casos.

Obama liderou ontem a cerimônia de homenagem aos cinco policiais assassinados na quinta-feira passada com um discurso no qual ressaltou que os americanos "não estão tão divididos como parece" e lembrou o "respeito" que merece o trabalho policial.

O massacre de Dallas, que deixou cinco policiais mortos e 11 feridos (nove agentes e dois civis), é o ataque no qual um maior número de agentes de segurança morreu nos Estados Unidos desde os atentados de 11 de setembro de 2001.

O franco-atirador, Micah Xavier Johnson, de 25 anos e negro, queria assassinar policiais brancos, indignado pelas mortes naquela semana de dois cidadãos negros em ações das forças de segurança na Louisiana e Minnesota.

Veterano da guerra do Afeganistão, Johnson impôs o terror no centro de Dallas durante um protesto contra a violência policial que até então tinha transcorrido de forma pacífica e, após permanecer durante várias horas entrincheirado em um estacionamento, foi abatido por um robô da polícia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos