Ataque à delegacia no Quênia mata cinco policiais

Nairóbi, 14 jul (EFE).- Pelo menos cinco policiais morreram nesta quinta-feira durante um ataque a uma delegacia de polícia da cidade de Kapenguria, no oeste do Quênia, depois que um detido abriu fogo contra os agentes, informaram fontes policiais.

O ataque aconteceu durante a madrugada local, quando o agressor, que permanecia detido por suposto vínculo com atividades terroristas, conseguiu pegar uma arma e disparou contra vários agentes que estavam em serviço.

A chegada de outros agentes de reforço, que rodearam a delegacia, impediu que o agressor escapasse, segundo explicou o inspetor geral da polícia queniana, Joseph Boinnet, em comunicado.

Embora Boinnet não tenha confirmado o número de vítimas mortais, o delegado do distrito de Pokot, do qual depende esta delegacia, Wilson Wanyanga, garantiu ao jornal "Daily Nation" que pelo menos cinco agentes morreram no ataque, entre eles um oficial de alto categoria.

O agressor estava na delegacia à espera de comparecer perante o juiz após ter sido detido ontem por supostamente recrutar jovens da zona para algum grupo terrorista.

A polícia também informou que membros do grupo terrorista Al Shabab atacaram um acampamento militar no distrito de Lamu, muito perto da fronteira com a Somália.

Os agentes conseguiram repelir o ataque, no qual um terrorista morreu, segundo detalhou o comunicado.

Al Shabab matou a cerca de 500 pessoas no Quênia desde abril de 2013 em represália pelo envio de tropas à Somália para combater o jihadismo.

O grupo terrorista, que aderiu formalmente à Al Qaeda em 2012, luta para impor um Estado islâmico de corte radical na Somália.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos