Hammond diz que Escócia deve ter mesma relação com UE que o resto do país

Londres, 14 jul (EFE).- O titular britânico de Economia, Philip Hammond, disse nesta quinta-feira que a Escócia não deveria ter uma relação diferente com a União Europeia (UE) do que o resto do Reino Unido, depois do voto favorável à saída do país do bloco comum ou "Brexit".

Hammond afirmou hoje, em declarações à "BBC Escócia", que o voto pelo "Brexit" no referendo de 23 de junho é uma "decisão democrática" tomada por todo o país, que agora será implementada.

Esta posição representa um revés para a ministra principal escocesa, Nicola Sturgeon, que indicou que fará todo o possível por manter a relação da Escócia com a UE e inclusive antecipou que estuda a possibilidade de convocar um segundo referendo sobre sua independência.

Sturgeon fez esta advertência depois que a maioria da população da Escócia votar a favor da permanência na UE, apesar do resultado eleitoral de todo o Reino Unido ter sido favorável ao "Brexit".

Segundo Hammond, o melhor futuro para a Escócia está em permanecer "dentro da economia do Reino Unido".

"Façamos com que a economia do Reino Unido funcione para todos nós", acrescentou o ministro, que se mostrou partidário de construir uma estreita relação comercial com a UE, mas fora desta.

"Seja como for, somos parte do Reino Unido e temos decisões democráticas por todo o Reino Unido. Agora vamos implementar a decisão que o povo do Reino Unido em seu conjunto", acrescentou.

"Mas isto não quer dizer que vamos dar as costas à Europa, não quer dizer que vamos fechar nossas portas a nossos vizinhos e parceiros na Europa. Significa trabalhar mais estreitamente possível com eles para tirar proveito da cooperação econômica, do comércio e das oportunidades de negócios sem ter de ser membros da construção política da UE", insistiu Hammond.

No referendo escocês realizado em 2014, os residentes na Escócia rejeitaram a independência da região.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, nomeou ontem à noite Hammond -até ontem ministro das Relações Exteriores- responsável de Economia em substituição de George Osborne, que não ficou com nenhum cargo no novo governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos